Informação sobre hipotireoidismo, causas, sintomas, prevenção e tratamento do hipotireoidismo, identificando os diversos tipos existentes. Abordamos o hipotireoidismo em mulheres durante gravidez, em crianças e recém nascidos, contribuindo para um maior conhecimento sobre este problema de saúde.

Epidemiologia do Hipotireoidismo Congênito

O Hipotireoidismo Congênito tem uma incidência ao redor de 1:4000 nascidos vivos. Segundo os dados de literatura, a prevalência é maior no sexo feminino do que no sexo masculino.
No Ceará representa cerca de 1:4500 nascimentos. O intervalo entre o nascimento e a realização do Teste do Pezinho é variável. No Ceará esse tempo é por volta de 10 dias e o intervalo entre o momento da coleta e o início do tratamento é de 60 dias. Em alguns estudos, encontramos predominância no sexo feminino. Alguns índices apontados por estudos brasileiros demonstram a incidência de 1:4375 no Estado de Minas Gerais, 1:3177 em Santa Catarina, 1:4850 em Sergipe. Já nos estudos de Ramalho tem 1 caso em 2005 para 5588 nascidos vivos (incidência de 1:5588), 2 casos em 2006 para 5877 nascidos vivos (incidência de 1:2939) e 2 casos em 2007 para 6029 nascidos vivos, com incidência de 1:3014 nascidos vivos, totalizando uma incidência de 1:3499 no período estudado compatíveis aos dados da literatura.

Índice dos artigos relativos a Hipotireoidismo
POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL